Colocar em xeque os discursos que ditaram e ditam as vidas, sobretudo, as mais vulnerabilizadas, em uma interseção de gênero, raça e classe, exige pensar nos efeitos colaterais que a reprodução desses discursos ao longo de séculos causou. Esse livro se depara frontalmente com esse “Efeito colateral”. Por isso, equilibrar o mundo nas costas é expor o peso dessa complexidade e também uma forma de dividir o peso, evocando aquelas, aqueles, aquelxs com as quais, os quais, xs quais aprendemos outra forma de transmissão: “Eu conto as horas/ como as mulheres/ no passado/ catavam os grãos de feijão/ trabalho das mãos”. Transmitir outro modo de pensar, de amar, de entender, se passa por construir, desde o corpo, uma forma de aprender e de ensinar em conjunto sobre o mundo que nos transmitiram, inventando, ao mesmo tempo, a possibilidade de um outro mundo. (Danielle Magalhães)

Do mundo que equilibro nas costas

SKU: 0034
R$ 45,00Preço