Difícil escrever sobre a obra de Karin sem falar da própria Karin. Ela se entrega em sua escrita da mesma forma com que se entrega a cada encontro, a cada troca de olhares. Karin é daquele tipo de pessoa que a gente tem que agradecer aos astros todos os dias por ter por perto, ainda que haja, por vezes, um oceano no meio, como ela mesma gosta de falar. Ou ainda que a tenha apenas como a autora daquele livro maravilhoso que nos envolveu.

Nossa amizade começou na tranqueira da dor do magistério. Dias difíceis e angustiantes que só quem vive a sala de aula sabe... Karin sempre estava ali em poesia com seu olhar profundo que lê a alma da gente. E só depois de muito tempo é que percebi que é exatamente nessa sua leitura do outro que ela constrói a sua escrita. Suas personagens são presentes e humanas exatamente porque ela capta a poesia dos que passam por seu cotidiano. Karin sempre soube ler com poesia ou indignação o que passava diante de seus olhos, seja na sua relação com seus alunos, enquanto foi professora de História, seja nas imagens registradas em suas fotografias, seja nos projetos em que se inseriu ao longo de sua militância político-cultural. Tudo sempre foi devidamente belo e indignado como a vida tem de ser.

Nos contos deste livro, encontramos as reflexões, angústias, alegrias, dores, incertezas e tudo que qualquer um de nós certamente sentiu durante esses tempos sombrios de pandemia. São múltiplas almas indignadas, solitárias, radiantes - todas juntas - como exatamente estivemos todos um pouco nesses dias... E como é bom poder ler contos que vêm para nos mostrar que somos - sim - de carne e osso e que podemos sentir tudo que sentimos ao longo de tanta incerteza.

Este livro é um presente que nos diz: "- Heiii, pessoa, tudo que você sentiu estava cá em mim também... É normal!!". Um presente de empatia por quem mais entende do assunto.

Karin é pura empatia e suas palavras são um verdadeiro abraço literário. Afinal, num tempo cuja maior pandemia se tornou a falta de afeto, poder captar a nossa história por trás de tantas narrativas é a melhor cura para nossas dores. Porque para o fim do vírus, há a vacina; mas para as outras dores do mundo, só mesmo a entrega verdadeira às relações.

Cultivando Vazios

SKU: 0043
R$ 47,00Preço